16 de agosto de 2013

[Resenha] A Culpa é das Estrelas

INFORMAÇÕES:
Título: A Culpa é das Estrelas (The Fault in Our Stars)
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Número de páginas: 288 
Foto: by Nina

-
Resenha por Nina

Não é nada fácil falar de um livro que te arrancou um sorriso no canto da boca na décima segunda página e fez brotar de seus olhos boas lágrimas durante o desfecho. Quando concluí a leitura pensei: uau! Não será tarefa fácil escrever de um livro tão intenso e com leitura tão leve ao mesmo tempo. Mas vamos lá.
A Culpa é das Estrelas, de John Green, narra, em primeira pessoa, a história de Hazel, uma jovem de 16 anos, paciente terminal de um câncer. Aí você pensa: é, esse deve ser um livro extremamente dramático e depressivo. Não, querido leitor. Não em absoluto. O livro te faz dar boas risadas provocadas pela personalidade cítrica, forte e veia cômica da pequena Hazel. Esta por sua vez, é frequentadora de um grupo de apoio a crianças com câncer destinadas a pacientes que se encontram em situações parecidas com a dela, n o intuito de amenizar a depressão em que se encontram. A protagonista não gostava nada dessas reuniões, mas em uma delas Hazel conhece um rapaz de 17 anos, Augustus Waters, e ele passa a ser seu companheiro dali em diante.
Um ponto interessante sobre o livro é que seus personagens são tipicamente nerds o que eu enxergo de forma positiva, pois eles são altamente inteligentes e tem uma excelente desenvoltura na fala. Essa particularidade faz com que o livro seja, além de tudo, rico, pois eles fazem referências a livros, filmes, autores e pintores no decorrer de todo o livro.
Outro fato curioso sobre Hazel é que ela é um tanto que “obcecada” por um livro que terminou sem ter tido um fim propriamente dito e depois desse livro o escritor não publica mais nada. A garota é apaixonada pela obra, mas não compreende o porquê de o autor não ter dado um destino aos personagens o que a faz enviar dezenas de cartas ao mesmo, mas, para sua tristeza, não recebe resposta. Ao conhecer Augustus, Hazel comenta sobre o livro e o garoto acaba lendo e gostando bastante e como ela, o rapaz também fica indignado com a situação. Os dois acabam indo para Amsterdã ao encontro de Van Houten, o escritor do tão falado livro “Uma Aflição Imperial”. 
E o que acontece nesse encontro? Que fim tem os personagens? Ah, querido leitor, só lendo para saber. :) 

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Oi, Mariana!
      Ele é um YA muito bom. Vale a pena ler. Depois me conte o que achou.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Nina ,
    Passei aqui retribuindo sua visitinha lá no blog !
    Adorei a resenha , eu quero muito ler
    esse livro . Nunca li nenhum livro dele ,
    espero ler em breve !
    Beijos, Raelly
    http://livrosebombons.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom, Raelly. Leia sim. :)
      Beijos

      Excluir
  3. Oi, tudo bem?
    Já li esse livro e é realmente muito bom!!!
    Até hoje já li três livros do autor, e gostei de todos, embora gostei menos de O teorema Katherine.
    Gostei do seu blog, já estou seguindo!
    Se puder faz uma visitinha lá no meu blog, é rapidinho!
    http://cantinhos2livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo ótimo e você, Guilherme?
      Que bacana. Do John Green só li esse, mas tenho vontade de ler outros.
      Beijos

      Excluir

Tell me! =)
Os comentários serão respondidos nesta página.