31 de julho de 2011

Algumas delas


Que vontade
de escrever
sobre a grama verde e molhada dos jardins.

sobre a inspiração das músicas.

sobre a minha essência
a minha infância.

sobre os traços.

sobre a paciência [e a ausência dela].

sobre as idades -a que verdadeiramente temos e a que o calendário nos dá-

sobre a regra e a exceção.

E depois,
colocar tudo em potinhos de sonhos,
observar
e me sentir mais segura [ou pelo menos achar que estou tentar].

by Nina
(imagem: google)

20 comentários:

  1. Wenderson Cardoso31 de julho de 2011 00:17

    Que Don maravilho e esse que Deus te deu, parabéns novamente. Gostei muito cada vez mais me identifico com seu poemas.
    te amooooo.

    ResponderExcluir
  2. Que bonito...um jorro de sentimentos loucos para serem libertos ao mundo...gostei!

    []s

    ResponderExcluir
  3. dá vontade de abraçar o mundo, e escrever sobre coisas que nem sabemos. Mas aí nos damos conta que nossos braços são pequenininhos (nós por inteiro somos, na verdade) e que nossa inspiração, ainda que afiada, não dá conta de escrever sobre coisas que nem sabemos, ainda, quais são.

    parabéns por saber lidar tão bem com as palavras.

    e ... obrigada pela visita.

    abrs!

    ResponderExcluir
  4. Quando a gente escreve, acabamos libertando sonhos. Bem bonito.

    ResponderExcluir
  5. Muito agradecido pelas palavras.
    Um beijo *

    ResponderExcluir
  6. Ah que post gostoso, vc acabou trazendo cada um dos tópicos só por mencioná-los. E cada um deles trás pensamentos maravilhosos ^^

    Adorei.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. gosto dessa vontade louca de escrever sobre tudo. quando isso me acontece, no fim acaba que fico na inércia e meu sentimento não transpassa pro papel. fica em mim... na eterna prateleira dos meus 'achos', 'sonhos' e 'vontades'...

    gosto do seu blog! =]

    ResponderExcluir
  8. muito obrigada querida (; . estou a seguir o blog

    ResponderExcluir
  9. Nada melhor que escrever e essa vontade irresistível de colocar tudo em versos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Escrever tudo isso para depois interiorizar e tentar nos entender não é mesmo?

    gosto de textos assim, simples!

    ResponderExcluir
  11. Adoro jogos de palavras. Paciência/ausencia. ADORO MUITO apesar de não conseguir fazer a muito tempo. Adorei o poema. Adorei o jeito que escreve, adorei tudo aqui; seguindo e com certeza de linkarei

    ResponderExcluir
  12. simplesmente lindo esse poema, à sentimento em cada palavra..
    Parabéns.

    Beijos

    http://wwwdescomplica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. A matéria de quem somos vem sobretudo da infância. Continuamos pontilhando nossa história...

    ResponderExcluir
  14. Como não falar da delicadeza em suas palavras... Ao ler me passou aquela sensação da simplicidade, a grama, a música e tantas outras simples coisas que nos fazem tão bem, a vontade de escrever e sentir tudo! Muito lindo*__*

    Abraços.
    Um ótimo Sabádo!

    ResponderExcluir
  15. Então escrevas!Não há nada melhor do que escrever quando surges a inspiração,não perca esta oportunidade!

    ResponderExcluir

Tell me! =)
Os comentários serão respondidos nesta página.