7 de agosto de 2011

Cadê? [bilhete 2]

Falta tanta coisa, não né, Clarice? Na vida da gente, na dos outros, nesse mundão de nosso Deus e ah, comigo não ia ser diferente. Falta uma imensidão de respostas, uma imensidão de gente que se foi, falta tempo, falta coragem, palavras, ah, essas também me faltam. Falta isso, falta aquilo, aqui, ali, acolá e bum! Já tentei e confesso que ainda tento procurar todas essas coisas e tantas outras, mas elas parecem fugir loucamente de mim. Mas existem coisas que sobram como as dúvidas, a insegurança, o medo. Ah, esse bendito medo que chega a cegar. Você também é assim, Clarice?

by Nina

18 comentários:

  1. mesmo quando pensamos ter tudo sempre falta algo… e isso é bom!

    ResponderExcluir
  2. e tem ainda as horas que o mais dificil é saber o que falta...

    ResponderExcluir
  3. Se não nos faltasse nada, não iamos ter do que correr atras certo? Então o incompleto que torna a vida possivel, a busca ;)

    ResponderExcluir
  4. o seu jeito particular de escrever me deixa intrigado...

    ResponderExcluir
  5. Sobram espaços vazios nas faltas...

    Belo bilhete.

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Wenderson Cardoso7 de agosto de 2011 22:37

    Não importa o que conquistamos, sempre vai faltar algo.Isso é o que nos mantém vivos!
    Bjos, gostei muitooooooooooo.
    te amooo.

    ResponderExcluir
  7. Falta tanta coisa,que nos esquecemos do que possuimos,.

    ResponderExcluir
  8. se nunca faltasse nada aí sim que ia dar de desconfiar...

    ResponderExcluir
  9. Hola Nina,

    agradecida por tua visita no Cotidiano, volte mais vezes!!

    Quantas às faltas...
    sim sim, elas são constantes e eternas!

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  10. Realmente Nina, como tem coisas que as vezes nos faltam e outras que sobram, viu...
    Ogg pela visita, estou te seguindo!
    Boa semana *-*

    ResponderExcluir
  11. Me fez lembrar a música Sobra Tanta Falta, d'O Teatro Mágico.

    "[...] Sobram tantas meias verdades que guardo pra mim mesmo
    Sobram tantos medos que nem me protejo mais
    Sobra tanto espaço dentro do abraço
    Falta tanta coisa pra dizer que nunca consigo [...]"

    ResponderExcluir
  12. ...Jana querida,
    que prazer imenso receber
    em minha 'casa' tão bela
    alma!!!

    obrigada, menina!

    ah estas nossas inquietações,
    estas faltas que muitas vezes
    nem sabemos de que?

    owww escola de vida, não
    minha linda?

    bjokas da Vivi!

    ResponderExcluir
  13. ao oinvés de procurar tanto, e pensar assim...VIVA mais e pense menos...

    às vezes faz bem...

    *gostei do seu blog!E sinta-se sempre em casa lá em meu OLHAR, onde só vale se OLHAR DENTRO DOS OLHOS...

    beijos com meu carinho!

    Bia

    ResponderExcluir
  14. Muito bom o texto. Passei para conhecer seu blog, gostei do vi e li e já te sigo.Obrigado pela visita.Beijos

    ResponderExcluir
  15. Sempre vamos encontrar perguntas sem respostas, sempre vai parecer que tudo está incompleto.. Isso tudo pra conseguirmos força para correr atrás, pra buscar sempre mais.
    Ótimo blog.
    Escreve super bem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Obrigada pela visita, flor =)
    Amei seus textos! Parabéns.

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  17. sim, desde que seja boa é sempre bem-vinda!
    gostei do blog, um beijinho

    ResponderExcluir
  18. O medo que chega a cegar. Se inspirou em um post de uma outra garota, não foi?

    ResponderExcluir

Tell me! =)
Os comentários serão respondidos nesta página.