15 de outubro de 2019

Escritores que foram Professores

Hoje, dia 15 de outubro, é comemorado o dia daqueles que se dedicam, se doam, heróis de verdade, mas que não vestem capas: os professores. E para celebrar este dia pensei: que tal criar uma lista com 10 escritores que além da escrita se dedicaram à arte de ensinar?! Portanto, nesta postagem, teremos dez autores professores.





























Cecília Meireles trabalhou como professora e jornalista. Diplomou-se no Curso Normal, em 1917, e passou a exercer o magistério primário em escolas oficiais do antigo Distrito Federal. Mesmo tendo se aposentado em 1951 como diretora de escola continuou a trabalhar.



Um episódio marcante na vida de Carlos Drummond e Andrade é a sua expulsão de um colégio interno em Nova Friburgo (1920) por "insubordinação mental" em decorrência de um desentendimento com o professor de Português. O curioso é que futuramente o poeta modernista também atuou como professor. 


Quando Clarice Lispector tinha apenas 9 anos, sua mãe faleceu, e a família se mudou para o Rio de Janeiro, onde a escritora começou a trabalhar como professora particular de português. Seria por isso que a relação professor/aluno é um dos temas preferidos e recorrentes em toda a sua obra - desde o primeiro romance: Perto do coração selvagem?

Ariano Suassuna tendo voltado ao Recife começou a lecionar “Estética” na Universidade Federal de Pernambuco, a partir de 1956. Permaneceu atuando como professor durante 32 anos e em 1994 aposentou-se pela UFPE. Foi professor emérito e começou então a ministrar aulas-espetáculo. Ainda nessa profissão continuou atuando na dramaturgia.


Simone de Beauvoir foi escritora, filósofa, intelectual, ativista e professoraCom 23 anos de idade, é nomeada professora de Filosofia para a Universidade de Marseille, na França. Simone ensinou em diferentes localidades francesas, até 1943. 


J. R. R. Tolkien (1892-1973) além de escrever "Senhor dos Anéis" e "Hobbit", clássicos da literatura fantástica, foi filólogo e professor universitário inglês.


J. K. Rowling, em 1990, mudou para o norte Portugal por um motivo trágico: sua mãe faleceu devido à esclerose múltipla. Ela levou seus manuscritos e deu continuidade as histórias, além de trabalhar como professora de Inglês como língua estrangeira.


Lewis Carroll (1832-1898) ingressou na Universidade de Oxford e durante o tempo em que passou na instituição de ensino, sempre se mostrou um aluno com alto grau de interesse e esforço, o que o fez ganhar uma medalha de honra ao mérito. Devido o seu desempenho como matemático foi convidado a lecionar na universidade após se formar. Foi um poeta, romancista e matemático inglês. Enquanto foi professor, publicou vários livros de matemática e alguns poemas. 


Susan Sontag foi uma das mais importantes e influentes intelectuais norte-americanas da segunda metade do século XX. Foi professora, ativista na defesa dos direitos das mulheres e dos direitos humanos em geral, ficcionista e ensaísta frequentemente premiada e amplamente traduzida.


E para fechar a minha musa:
Conceição Evaristo nasceu em Belo Horizonte, em 1946. De origem humilde, migrou para o Rio de Janeiro na década de 70. Graduada em Letras pela UFRJ, trabalhou como professora da rede pública de ensino da capital fluminense. É Mestre em Literatura Brasileira pela PUC do Rio de Janeiro e Doutora em Literatura Comparada na Universidade Federal Fluminense.

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. (Cora Coralina)

Você conhece outros escritores que também foram professores? Escreva aqui nos comentários.
E não deixe de compartilhar este post com aquele amigo leitor/professor que você tanto admira. :)

por Nina & Suas Letras


~ Faça parte do grupo de Whatsapp Nina LiteraNews clicando aqui!  
Seja Padrinho do Nina & Suas Letras: https://www.padrim.com.br/ninaesuasletras
✔ Quer apoiar o meu trabalho? Faça suas compras na página do Nina & Suas Letras na Amazon: https://goo.gl/EVQ9sL
🎁 Minha Wishlist na Amazon: https://goo.gl/38qKN 


Redes Sociais:
FanPage | Instagram | Youtube

Um comentário:

  1. Parabéns pelo teu dia, Nina! Tenho certeza que amas o que fazes e que teus alunos te admiram muito.
    Bela lista, hein? Eu me lembrava pelo filme feito sobre ela que a J.K. Rowling tinha ido morar em Portugal, mas não de ela ter lecionado... E teve gente aí que eu nem desconfiava, então foi bom saber. Um beijo!

    ResponderExcluir

Tell me! =)
Os comentários serão respondidos nesta página.