20 de fevereiro de 2010

Cristal quebrado


Seguro no mais profundo
de minha alma
para não deixar escapar
as lágrimas que insistem em rolar.

Meu peito sufocado
grita por socorro.
Meus olhos vermelhos
feito sangue
se ferem.

Profundo é o corte.
Mas me alivio
em um suspiro de devaneio.
-
Créditos:
Poema: Janaína de Souza [Vulgo Nina]
Imagem retirada da Internet.

8 comentários:

  1. Quando alguém quebra o nosso cristal, ficamos extasiados, procurando algo pra poder tirar um pequeno fio de esperança que nos faça acreditar que tudo pode dar certo, algum devaneio que mesmo não querendo irá nos fazer respirar fundo e seguir tentando....
    E talvez isso possa dar certo, mas um cristal não pode ser reconstruído e o amor é assim!

    BJOO

    =*

    ResponderExcluir
  2. Concordo Plenamente com o Pedro!

    Poema lindo, como sempre!
    Bjooos

    ResponderExcluir
  3. Querida Nina-Janaína:

    O cristal deve ser preservado porque é precioso. O amor é assim, precisa ser preservado e cuidado como jóia raríssima que é. Linda semana...beijoooo.
    www.lua2gatos.blogpspot.com

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. O que é o lirismo poético? Plena tua poesia em subjetividade e expressão, és de fato poetisa, muito bom teu espaço, te convido a visitar o meu quando puder.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Desculpe a invasão, mas eu tenho uma ótima notícia!

    O Blog Amor, Mistério e Sangue está estreando sua primeira promoção!!!

    O prêmio para o vencedor é o primeiro volume da Série "A guerra das Sombras"

    O Livro de Dinaer
    Para mais informações sobre o livro
    http://www.aguerradassombras.com/dinaer.html

    Você não pode perder essa super promoção!!!
    http://amormisterioesangue.blogspot.com/2010/04/primeira-promocao-do-amor-misterio-e.html

    Bjs e boa sorte!

    ResponderExcluir

Tell me! =)
Os comentários serão respondidos nesta página.